Eye tracking comprova diferenças culturais no movimento ocular

A Sociologia é uma das muitas áreas do conhecimento que tem vindo a utilizar com regularidade a tecnologia de eye tracking, e são vários os estudos nesta disciplina humana que são tornados públicos com diferentes aplicações desta metodologia. Um desses exemplos é o trabalho realizado pela Universidade de Michigan neste domínio, que veio comprovar a existência de diferenças culturais no registo do movimento ocular.

Embora sejam do conhecimento geral algumas diferenças culturais observadas a nível sociológico entre a população ocidental e a população oriental, sobretudo em aspectos cognitivos relacionados com percepção mental (atributos da memória, tomada de julgamento, etc.), pouco se sabe, especificamente, sobre que mecanismos podem influenciar essas diferenças.

A utilização do eye tracking a este nível de observação permitiu aos investigadores deste estudo um meio instrumental concreto para determinar a maneira como as pessoas de diferentes culturas visualizam a informação, numa perspectiva de descodificação, como forma de justificar determinados comportamentos com impacto na atitude mental.

Este estudo envolveu um grupo de 21 participantes, entre europeus e americanos, e um segundo grupo de 24 participantes chineses. Todos os participantes observaram uma sequência de 36 imagens originais, com diferenças em termos de conteúdo, que variaram entre assuntos de primeiro plano com temas de fundo em enquadramentos mais complexos.

Foi levantada a hipótese de existirem diferenças registadas no movimento ocular dos participantes chineses, comparativamente aos ocidentais, tendo-se atribuido maior ênfase ao enfoque visual dos participantes orientais nos aspectos da imagem que se posicionam em temas de fundo, entre outros aspectos. As hipóteses culturais que envolveram os resultados deste estudo podem decorrer das diferenças sociais, demonstrando que povos de culturas distintas possuem uma percepção visual diferente na forma como observam o seu quotidiano, o que poderá ajudar a compreender melhor as diferenças fundamentais nos hábitos de vivência dentro da sociedade.

Analisar o estudo em detalhe aqui

Leave a Reply